Se prepare, a neve chega ao Brasil essa semana

0

Preparem os casacos, meias, gorros e cobertores, de acordo com o boletim Meteorológico da MetSul Meteorologia, emitido em 16/08, uma massa de ar polar com proporções gigantescas deverá atingir o Brasil nos próximos dias. A massa de ar frio derrubará as temperaturas com possibilidade de ocorrer nevascas em várias regiões.

Frio poderá atingir grande parte do Brasil.

O frio deverá começar a ser sentido pelos brasileiros a partir da próxima quinta-feira nas regiões mais ao sul. A MetSul alertou que essa é uma grande massa de ar polar e mais intensa do que as registradas nos anos anteriores. Assim, ela poderá atingir além da região Sul, o Centro-Oeste, o Sudeste e parte do Norte do Brasil, e também o Paraguai, Bolívia, Uruguai, Peru e chegar até o Equador, Colômbia e Venezuela, de acordo com alguns modelos de previsão deles.

Além do frio, a massa de ar polar trará bastante instabilidade que provocará chuvas em toda a região sul e também e Mato Grosso do Sul, regiões que estão sofrendo com a seca e a grave estiagem.

Neve, geada e chuva congelada

Até o momento, as previsões de neve não são exatas pela dificuldade de prever esse fenômeno. Todavia, a MetSul acredita que há fortes possibilidades de neve nas regiões altas de Santa Catarina, como em Aparados da Serra e o Planalto Sul Catarinense. Entretanto, a empresa ainda não descarta a possibilidade de neve em locais onde não é comum esse fenômeno. “Os modelos nas últimas horas e dias já indicaram neve no Uruguai, perto da cidade de Buenos Aires e nas províncias argentinas de Santa Fé e Entre Rios, na maior parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná, e até em Curitiba e no Sul do estado de São Paulo”, alertou em seu boletim.

Além da neve, o frio também pode causar geadas que possivelmente atingirá até os estados de Minas Gerais e Goiás de acordo com a MetSul. E também o fenômeno da chuva congelada que poderá ser visto nas regiões litorâneas.

A maior possibilidade de neve é nas regiões altas de Santa Catarina.

Já segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as mínimas podem chegar a 3ºC em Curitiba, 6ºC em Porto Alegre e 9ºC em São Paulo. Lembrando que em algumas cidades do interior as mínimas costumam ser menores. Todavia, sobre o risco de geadas, os modelos de previsão meteorológicos do instituto apontam possibilidades fracas a moderadas entre os estados da região sul. Para os estados de  São Paulo e Mato Grosso do Sul o risco é fraco.

Nevasca de 2013

A maior nevasca no Brasil nos últimos anos foi em 2013, quando pintou de branco até mesmo montanhas em Florianópolis.

De acordo com o meteorologista Marcelo Schneider, do Inmet, a neve que atingiu em 2013 Santa Catarina e o Paraná é uma das maiores em décadas. Em algumas cidades, como Curitiba, a última ocorrência havia sido há 38 anos.

Pico Cambirela em Florianópolis coberto com neve. Cambirela em Florianópolis coberto de neve Foto: Fernanda Burigo-G1

Pico Cambirela em Florianópolis coberto com neve. Cambirela em Florianópolis coberto de neve Foto: Fernanda Burigo-G1

“O acúmulo de neve no sul do Paraná também é raro. E o que chama a atenção é a duração dos dias frios, a permanência do ar polar e a neve, e não as temperaturas mínimas absolutas”, explica Schneider.

Para o meteorologista Henri Rossi Pinheiro, do Inpe, em 2010 e 2011 houve muito mais neve nas serras gaúcha e catarinense. Por outro lado, daquela vez nevou muito em Guarapuava, no Paraná, como não nevava há 50 anos.

Coronavírus

Caso queira viajar para as regiões de Serra Catarinense e Gaúcha, ambos os locais ainda possuem restrições com relação à Covid-19, porém na maioria das cidades, o turismo está funcionando, ainda que com menor capacidade em hotéis e restaurantes.

Não se esqueça de passar na Loja AltaMontanha e garantir seus agasalhos para essa situação extrema. Caso tenha dúvidas no que vestir, veja o artigo: O que vestir em regiões de frio extremo e em Alta Montanha?

Quer dicas de onde aproveitar a neve brasileira? Veja o vídeo abaixo:

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário