Super Sherpa falece aos 72 anos

0

O Sherpa Ang Rita, conhecido como Snow Leopard (Leopardo das Neves), faleceu ontem, 21/09, aos 72 anos de idade em Kathmandu. Ele trabalhou a sua vida toda nas maiores montanhas do Nepal e conquistou feitos incríveis até mesmo para os Sherpas. Ang Rita sofria com doenças cerebrais e hepáticas.

Ang Rita Sherpa foi reconhecido como o primeiro ser humano a subir 10 vezes o Everest sem oxigênio suplementar.

Ang Rita foi reconhecido pelo livro dos Records em 2017 como o primeiro ser humano a escalar o Monte Everest 10 vezes sem o uso de oxigênio suplementar. Além disso, ele também participou da primeira escalada invernal na montanha mais alta do mundo, também sem oxigênio.

:: Leia também: Após 42 anos da 1ª escalada no Everest sem oxigênio poucos conseguiram repetir esse feito

Todavia, Ang Rita Sherpa não se dedicou apenas a guiar e acompanhar expedições. Ele também trabalho na preservação das montanhas e da biodiversidade dos Himalaias.

Assim, o título de Leopardo das Neves foi dado a ele em homenagem por suas habilidades como escalador. As suas práticas de escalada influenciaram o desenvolvimento do esporte e de treinamentos no país baseados em sua experiência. “Ele era uma estrela da escalada e sua morte foi uma grande perda para o país e para a fraternidade da escalada”, disse Ang Tshering Sherpa

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário