Waldemar Niclevicz finaliza a escalada de todos os 4 mil dos Alpes

1

O montanhista paranaense Waldemar Niclevicz finalizou no dia 21 de abril o desafio de escalar todas as montanhas alpinas com mais de 4 mil metros. Ele contou com a companhia de Marcos Costa e Vinicius Todero e chegou ao cume da Aiguille du Jardin de 4.035m localizada no Maciço do Mont Blanc, na França.

São 82 montanhas que sobrepassam os 4 mil metros de altitude nos Alpes e de acordo com Waldemar, cerca de apenas 50 pessoas no mundo completaram o desafio, todos eles europeus. O montanhista que ficou famoso por ter sido o primeiro brasileiro a fazer cume no Everest, teve que interromper o projeto faltando apenas 4 cumes, em 2019, por conta da pandemia. Agora, ele chega ao fim na companhia de dois dos mais técnicos montanhistas e escaladores brasileiros que moram na Suíça.

Vinicius Todero no Les Droites. Foto Waldemar Niclevicz.

Todero ficou conhecido por ter encadenado a primeira via cotada em 11a no Brasil, a “Disciplina não ter, Jedi não será“. em 2007. Vini hoje mora em Basel e tem deixado a escalada esportiva para se dedicar ao alpinismo. Costa, que também é um forte escalador esportivo, já escalou uma montanha de 8 mil metros, o Gasherbrum 2, conquistou montanha com mais de 6 mil metros no Paquistão e escalou, entre várias outras montanhas alpinas, a face norte do Eiger. Teresopolitano, deixou o Brasil cedo, morou nos Estados Unidos, China e agora também está na Suíça.

A primeira montanha a ser escalada por Niclevicz na temporada de 2022 foi o Les Droites, de exatos 4 mil metros. A dificuldade desta escalada foi o excesso de neve, uma vez que ele escolheu o início da temporada para finalizar seu projeto. Em setembro de 2019, ele foi impedido de escalar essa mesma montanha devido ao derretimento do gelo e excesso de avalanches.

Waldemar Niclevicz na Aiguille Verte (4.122m)

Na sequência, Waldemar e Vini fizeram cume na Aiguille Verte de 4.122m, uma montanha bastante técnica, com encostas e cristas longas e difíceis. Hoje esta montanha é impossível de ser escalada no verão por conta do acelerado derretimento de gelo, o que obrigou a dupla a escalá-la ainda em abril. A terceira montanha, também escalada na companhia de Vinicius Todero foi a Grande Rocheuse de 4.102 metros, que foi escalada pelo Corredor Whymper (traço em vermelho).

Grande Rocheuse (4.102m), pelo Corredor Whymper.

O último cume, a Aiguille du Jardin de 4.035 metros, foi escalado na companhia de Marcos Costa e Vini Todero no dia 21, feriado de Tiradentes no Brasil. Com a ascensão, Waldemar se tornou o primeiro alpinista fora da Europa a finalizar o Grand Slam de escalar todas as 82 montanhas com mais de 4 mil metros dos Alpes, um grande prestígio para o montanhismo brasileiro.

Marcos Costa (vermelho) e Vinicius Todero (azul) na Aiguille du Jardin (4.035m)

VEJA MAIS:

:: Os 82 picos dos Alpes com uma altitude de mais de 4000 metros – AltaMontanha

Compartilhar

Sobre o autor

Texto publicado pela própria redação do Portal.

1 comentário

  1. Dois HURRAS: o primeiro, e principal, ao nosso herói Niclevicz, que nos enche de orgulho! O segundo para a Redação do AltaMontanha pelo texto revisado, assim é que se faz, parabéns!

Deixe seu comentário