Acidente fatal no Broad Peak

0

Nenhum alpinista atingiu o cume da 12ª montanha mais alta do mundo nesta temporada. Infelizmente uma montanhista perdeu a vida durante a escalada.

Ainda não há notícia de nenhuma equipe que tenha alcançado nesta temporada o cume do Broad Peak (8.047 m), montanha localizada no Karakorum, Paquistão. Paul Rowntree, alpinista da equipe Field Touring Alpine, chegou a um ponto a apenas 50 metros do cume numa tentativa durante o final de semana, mas foi obrigado a retornar devido a fortes ventos.



A montanha cobrou a vida da alpinista italiana Cristina Castagna. No último sábado, ela retornava do A4 para o Campo Base, em companhia de seu parceiro de escaladas Giampaolo Casarotto, quando sofreu uma queda fatal. De acordo com Casarotto, Cristina seguia um pouco à frente, quando escorregou, bateu em algumas rochas e caiu em uma greta. “Quando eu a alcancei, ela já não estava viva – não havia nada que eu pudesse fazer senão chorar”, disse Casarotto a um jornal italiano. Ainda não está claro se a dupla chegou a fazer cume no Broad Peak antes da tragédia. O acidente foi confirmado por outros alpinistas que estão na montanha.



Cristina Castagna, de apenas 31 anos, tinha em seu currículo outras montanhas de 8.000 metros, como o Shishapangma, Gasherbrum 2, Dhaulagiri e Makalu. Após a escalada do Broad Peak, pretendia ir para o Gasherbrum 1.



Por causa dos fortes ventos, a maioria dos times desistiu da escalada. Segundo o alpinista uruguaio Leonardo Perez, que dividia a permissão com a dupla italiana, somente alpinistas espanhóis e poloneses seguem subindo. Entretanto, é impossível visualizá-los a partir do Campo Base, pois a parte alta da montanha está encoberta por nuvens e neve.



Fonte: Site ExWeb e blogs das expedições.

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário