As dicas de Kai Lightner (15 anos) para aguentar firme na rocha

0

Aos 15 anos, Kai Lightner é um dos jovens escaladores mais proeminentes dos EUA. O garoto já escalou 5.14a (10c brasileiro) em onsight e 5.14d (11c brasileiro) em redpoint na rocha, coisa que é especialmente admirável porque ele se especializa em escalada esportiva indoors.

*com informações do site DPM Climbing

Kai é um escalador muito completo, mas sua especialidade é se segurar na rocha por longos períodos de tempo. Junto com experiência e a habilidade de resolver problemas, boa resistência é um ingrediente chave para atingir o sucesso em escaladas longas ou muito difíceis. Quanto mais tempo você conseguir passar calmo, descansado e focado, maiores suas chances de chegar até o topo da via, como Kai demonstrou quando mandou Pipedream (5.14a – 10c brasileiro), no Maple Canyon, no estado de Utah, nos EUA, e Era Vella, na Espanha (5.14d – 11c brasileiro).

Mas Kai, que competiu na classe adulta pela primeira vez este ano no campeonato nacional dos EUA, não ganhou toda sua capacidade de resistência de um dia para o outro, nem escalando em rochas o dia todo, a semana toda. Ele construiu sua resistência encarando o treino indoors com muito foco e crescimento técnico.

 

Aqui, Kai nos dá 5 dicas para construir uma resistência digna de 11c:

Repetições de vias:

Sempre incluo repetições de vias indoors em meus treinamentos. Costumo escolher entre 7 e 10 vias que eu consiga subir confortavelmente e escalá-las seguidamente, sem sair da parede. Este treino com certeza ajudará a construir resistência. Você pode começar com menos repetições, e ir subindo o número total aos poucos.

 

Aprenda exercícios de respiração

Para controlar os nervos e diminuir a frequência de batimentos cardíacos. “Há alguns anos atrás, fiz aulas de yoga para melhorar minha escalada através de técnicas de respiração. Seja em uma competição, em uma via difícil ou passando por uma seção íngreme de uma via, é normal ficar nervoso e ter seu batimento cardíaco acelerado. Boas técnicas de respiração podem te ajudar a diminuir o nervosismo e acalmar o coração. Eu sempre uso estas técnicas antes e depois do crux, e quando estou me recuperando de um erro, para me acalmar e continuar focado no resto da via”.

 

Saiba como descansar na via

“Muita gente para para chacoalhar os braços durante subidas longas, mas poucos são capazes de realmente recuperar os músculos enquanto descansam.  Desde o começo da minha carreira, meus técnicos sempre realçaram a importância de descansar os braços direitos – estendidos, com pelo menos 60%-70% do peso do corpo apoiado nas pernas. Quando você descansa com o peso do corpo sobre as pernas, os braços podem realmente descansar. Durante os treinos, sempre pratico o momento de descanso em diferentes tipos de agarra, pois você pode ter que parar para descansar em um momento esquisito, com agarras ruins”.

 

Tenha uma rotina no descanso:

Além de descansar com o peso do corpo sobre as pernas, aconselho seguir uma rotina durante as pausas. Quando eu paro para descansar, eu chacoalho meus braços (para soltar o ácido lático acumulado), respiro controladamente (como mencionei), dou uma olhada na próxima seção (para me certificar de que me lembro dos próximos movimentos) e, claro, ponho mais magnésio nas mãos.

 

Planeje sua via com cuidado:

É importante planejar os descansos, as clipadas e os movimentos nos crux antes de começar a escalar. Às vezes é preciso fazer alguns ajustes durante a subida, mas ter um bom plano inicial te ajuda a mandar vias difíceis e longas.

 

Para ter um gostinho da performance de Kai, assista o vídeo abaixo, onde ele manda a via Lucifer (5.14c, 11b brasileiro), no Red River Gorge, no estado de Kentucky, nos EUA:

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário