Barack Obama muda nome do Monte McKinley para ‘Denali’

0

Palco de muitas polêmicas ambientais ultimamente, o estado norte-americano do Alasca vem sendo o foco de protestos contra a mineração, incêndios selvagens de proporções imensas e um dos pontos que mais sofrem com o derretimento da calota polar ártica, situação que está forçado populações locais a se mudar para mais longe do nível do mar.

O president dos EUA, Barack Obama, visitou o longínquo estado para chamar a atenção da população de seu país sobre o aquecimento global. Sua primeira medida foi aplaudida no mundo inteiro: na última sexta-feira, 28, ele renomeou o Monte McKinley com seu nome original: Denali. O Denali é a montanha mais alta da América do Norte, com 6168 metros. 
 
O nome "Denali" ("O Grande") foi dado à montanha pela população indígena nativa local do Alasca, mas foi substituído pelo nome McKinley em 1896 (em alusão ao presidente americano na época, William McKinley). Desde então, o nome da montanha vem sendo causa de polêmica nos EUA. Obama disse acreditar que o regresso ao nome original chame atenção para a situação vivida pela população local, e um passo para mostrar ao mundo e aos cidadãos americanos que as consequências do aquecimento global já são uma realidade.
 
O parque nacional que circunda o Denali já tem este nome desde 1980, mas tentativas anteriores de restaurar o nome original tinham sido barradas por senadores de Ohio (de onde era McKinley). Mais uma vez, alguns senadores do estado se pronunciaram contra a decisão do presidente, que foi em frente com a mudança.
 
O Denali faz parte da lista dos sete cumes, projeto famoso que consiste em escalar o pico mais alto de cada continente (os outros participantes são o Everest na Ásia, o Elbrus na Europa, o Aconcágua na América do Sul, o Kilimanjaro na Árica, o Maciço Vinson na Antártica e a  Pirâmida Carstensz na Oceania).
 
Barack Obama pretende usar o Alasca como ponto de partida e símbolo oficial dos EUA na conscientização e combate ao aquecimento global – vale lembrar que o país foi contrário ao Protocolo de Quioto, tratado internacional para tentativa de redução de gases que potencializam o efeito estufa). 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário