CBME vai premiar os melhor feitos do montanhismo brasileiro de 2014

0

Inspirando-se no prêmio Piolets d’Or , a Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) lançou o prêmio Mosquetão de Ouro. Premiação será durante a Semana Brasileira do Montanhismo que será realizado no Rio de Janeiro no dia 2 de Maio.

Inspirando-se no maior prêmio do montanhismo mundial, o Piolet d’Or, a CBME criou o prêmio Mosquetão de Ouro, visando celebrar a paixão, o espírito e os valores, bem como os feitos de atletas e pessoas do montanhismo brasileiro. O prêmio objetiva incentivar o estilo ético e limpo de ascensões e conquistas de montanhas, trilhas de montanhismo e vias de escalada. 
Para o prêmio de 2015 serão considerados os feitos do ano de 2014 em 4 categorias:
 
Montanhismo (trilhas, travessias e alta montanha)
Escalada (escalada tradicional, móvel, big wall e conquistas)
Escalada Esportiva (boulder e escalada esportiva em rocha)
Montanhismo e Sociedade (contribuições para a organização do montanhismo, acesso e conservação)
 
Os indicados aos prêmios foram selecionados segundo alguns critérios:
1.1) Categorias Montanhismo, Escalada, Escalada Esportiva:
a) realizações objetivas – sendo estas bem específica em relação ao que foi feito, assim ficaram de fora realizações genéricas, p. ex: por tudo que tem feito, tentativas, por ter aberto várias vias (sem especificação de quais)
b) As realizações terem se concretizado no ano de 2014, como: ascensões, conquistas, conclusões de projeto, e alcance de recorde ou marca.
 
1.2) Categoria Montanhismo e sociedade
a) Considerou-se importante a abrangência territorial das realizações/lutas, tipo: nacional>estadual>municipal>local
b) Por característica intrínsecas dessa categoria, geralmente compreende ações/projetos/lutas que são levadas por anos, mas o indicado realizou coisas relevantes no ano de 2014
 
A seleção será realizada através da apuração da eleição, onde serão computados:
 
voto popular (1 voto) – relizado em votação aberta online
voto CBME (1 voto) – realizado contabilizando os votos das federações e associações filiadas
voto da Comissão do Mosquetão de Ouro (1 voto) – realizado contabilizando os votos dos integrantes da Comissão que serão montanhistas convidados de vários estados
 
 
A entrega do prêmio será realizada no dia 02 de maio, sábado, às 18:00 em frente ao telão na Praça General Tibúrcio, Urca, Rio de Janeiro, durante a 2a Semana Brasileira de Montanhismo, Rio nas Montanhas.
 
Conheça os indicados:
 
Montanhismo
 
Conclusão Projeto 7 Cumes mais altos de cada continente, 1ª mulher brasieira a realizar. 
 
Ascenção de todos os 14 cumes acima de 6.000 m da Bolívia, de forma autônoma, sem guias ou apoio logístico.
 
Escalada
 
Repetição da Place of Happiness (8º IXa, 850m) em 1 dia, na Pedra Riscada. 
 
Repetição a via Atalho do Diabo, (8º IXc, 300m) no Corcovado. 
 
Repetição da via El Sendero Luminoso ( 8º VIIIc, 500 metros), em 8h, no México.
 
Escalada Esportiva
 
Cadena do boulder Fortaleza V15, Ubatuba (SP). 
 
Cadena da Via Lágrimas de Sangue 10b – Barrinha (RJ). 
 
Solo na Sinos de Aldebarã (8c), Serra do Cipó (MG).
 
Montanhismo e Sociedade
 
 André Ilha 
Montanhista, ambientalista e gestor público na área ambiental (ex-Presidente do IEF/RJ e Diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do INEA/RJ, até 2014) se dedica a causa da conservação de áreas naturais, liderando a criação de diversas unidades de conservação e estimulando a boa gestão de visitação em áreas naturais em todo o país, com realizações de vanguarda no Rio de Janeiro, como a criação de guardas-parques, e o decreto e o programa de uso público de UCs. Contribui, de maneira relevante, para a preservação dos valores e princípios do montanhismo, com destaque para os temas de direito ao risco, responsabilidade ambiental e auto-regulamentação – atuando, nas esferas estadual e federal, contra as diferentes iniciativas de regulamentação prejudiciais ao montanhismo promovidas por atores externos ao mesmo. 
 
 Silverio Nery 
Pelo trabalho à frente da CBME e FEMESP desde a fundação até o ano de 2014, promovendo o esporte e defendendo os valores e princípios do montanhismo contra regulamentação externa, organizando e participando de diversos fóruns de debates em prol do montanhismo, coordenando diversas ações envolvendo lutas de acesso, organização de campeonatos, e autoregulamentação. 
 
 Pedro da Cunha Menezes 
Montanhista, é um dos principais incentivadores da adoção de uma política amigável para a visitação em Unidade de Conservação no Brasil, defendendo com entusiasmo essa bandeira enquanto foi Diretor do ICMBIO. Teve atuação de destaque como gestor do PNT, com reconhecido trabalho de manejo de trilhas, e uma das principais forças motrizes para implantação de trilhas de longo percurso no país, sendo o idealizador da Transcarioca, fomentando diversos eventos e encontros em 2014 sobre o tema. Estimulou a implantação de outras trilhas de longo percuso como a Caminhos da Serra do Mar e também apoiou a iniciativa de CBME de implantar a Rota da Mantiqueira.
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário