Segundo IAP, reforma no camping do Marumbi está em fase final

0

A lentidão na reforma do camping, no Parque Estadual do Marumbi se arrasta desde 2011. Após mais de 4 anos, finalmente a obra será entregue ao público.

Segundo matéria divulgada no site do Instituto Ambiental do Paraná, a obra no camping do Parque Estadual do Marumbi, que se arrasta por mais de 4 anos está praticamente pronta para ser entregue à população.
 
Confira abaixo a transcrição da matéria divulgada pelo IAP PR:
 
Reforma no Parque Estadual do Marumbi está em fase final
 
A reforma e revitalização do Parque Estadual Pico Marumbi, na Serra do Mar, em Morretes, está em fase final. A obra deverá ser entregue em 90 dias para o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), responsável pelo parque. Depois disso, será anunciada a data de abertura para o público.
 
Entre as mudanças feitas no parque estão as reformas do camping e das casas que funcionam como gerência, centro de visitantes e centro de atendimento e apoio a acidentes. Banheiros, alojamento e a estação de trem Marumbi também são revitalizados. O parque ganhará novas mobílias e será feita a reorganização dos materiais de educação ambiental, primeiros socorros e atendimento a acidentes.
 
“Este é um trabalho longo, feito com o objetivo principal de dar segurança, conforto e acessibilidade a todos”, explica o diretor de biodiversidade e áreas protegidas do IAP, Guilherme Vasconcellos. “As melhorias também vão contribuir para a educação ambiental dos visitantes e para a conservação do ecossistema.”
 
O atendimento ao público contará com mais funcionários. A contratação será feita por meio da parceria já existente entre o IAP e a América Latina Logística (ALL), que opera a ferrovia no interior e ao redor do parque. A empresa participou da revitalização desde o início.
 
“Sabemos da importância do Parque do Marumbi para a preservação ambiental não apenas no Paraná, mas para todo o ecossistema brasileiro”, diz o superintendente de Relações Institucionais da ALL, Evandro Abreu de Souza.
 
REVITALIZAÇÃO – A obra começou em outubro de 2011 e o local está com restrição de visitação desde então. A empresa responsável pela primeira etapa da revitalização não cumpriu o contrato, que foi suspenso em agosto de 2012. A obra foi retomada em 2013, quando uma nova empreiteira foi contratada pela Paraná Edificações.
 
Na reforma, foram investidos mais de R$ 601 mil de recursos oriundos do Estado. “Isso mostra a valorização do Governo do Paraná às áreas protegidas e de grande importância ambiental. Há muito a ser feito, mas conseguiremos tornar locais como esses cada vez mais acessíveis e preservados para a população e as gerações futuras”, afirma o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.
 
A última reforma feita na Unidade de Conservação foi há 20 anos, para a criação do parque que completa aniversário em 8 de junho.
 
MARUMBI – O Parque Estadual do Marumbi é a maior unidade de conservação estadual aberta à visitação pública. O parque abrange uma área de 8.745 hectares em Morretes, Quatro Barras e Piraquara e atrai, em média, 400 visitantes nos fins de semana.
 
A Unidade de Conservação protege o ecossistema da Floresta Atlântica e belezas naturais e foi considerada patrimônio da humanidade e reserva da biosfera pela Unesco. Por proteger um conjunto de montanhas, como o monte Olimpo, com 1.539 metros de altitude, o parque é considerado berço do montanhismo no País.
 
Antes de visitar o parque, o visitante deve fazer um cadastro junto ao IAP com nome completo, telefones para emergência e roteiro durante a permanência no local.
 
“O cadastro é essencial para que o IAP possa controlar o número de visitantes e trabalhar pela segurança, tanto na área de camping quanto em possíveis operações de salvamento”, explicou o gerente da Unidade de Conservação, Lothário Horst.
 
Disponível em http://www.iap.pr.gov.br/
 
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário