Sobre o Autor

Parofes (in memorian) - Colunista

Parofes, Paulo Roberto Felipe Schmidt (In Memorian) era nascido no Rio, mas morava em São Paulo desde 2007, Historiador por formação. Praticava montanhismo há 8 anos e sua predileção é por montanhas nacionais e montanhas de altitude pouco visitadas, remotas e de difícil acesso. A maior experiência é em montanhas de 5000 metros a 6000 metros nos andes atacameños, norte do Chile, cuja ascensão é realizada por trekking de altitude. Dentre as conquistas pessoais se destaca a primeira escalada brasileira ao vulcão Aucanquilcha de 6.176 metros e a primeira escalada brasileira em solitário do vulcão ativo San Pedro de 6.145 metros, próximo a vila de Ollague. Também se destaca a escalada do vulcão Licancabur de 5.920 metros e vulcão Sairecabur de 6000 metros. Parofes nos deixou no dia 10 de maio de 2014.

Colunistas
Serra Fina para poucos – parte 1
Por

Semanas antes desta aventura, Tácio e eu trocamos e-mails repetidamente sobre a intenção mútua de ir ao Itatiaia. Infelizmente, em virtude dos vários focos de incêndio causados pela seca que atingiu vários estados brasileiros, o parque ficou fechado. Assim partimos para a segunda e não menos bela opção, Serra Fina, local onde estive pela última vez em 2008.

Colunistas
Quem é Parofes?
Por

É com prazer que me apresento como novo colunista do Altamontanha! Recebi o convite pessoalmente do Pedro e do Hilton quando estive no Paraná da última vez, ocasião essa em que prestigiamos o 37° Jantar de Montanha e ainda fomos caminhar no Ibitiraquire, Serra do Mar paranaense.

Colunistas
Gigantes do Ibitiraquire – parte 2
Por

Cansado de ficar deitado e sem dormir, comecei a me levantar cerca de oito da manhã. Escutando o barulho do zíper do meu saco de dormir o Pedro levantou na mesma hora. A noite foi desconfortável tanto pra mim quanto pra ele. Me virava o tempo todo buscando uma posição cômoda pra dormir mas o solo irregular e inclinado não ajudava nada. Isso não me incomoda tanto assim na montanha, pelo menos não por três noites, mais que isso já fica complicado.

Colunistas
Gigantes do Ibitiraquire
Por

Tudo começou com uma troca de e-mails na semana retrasada entre eu e o Pedro que infelizmente não resultou em uma data que servisse pra nós dois. Também troquei e-mails com o Julio mas acabamos aguardando uma boa previsão de tempo. Conhecer montanhas como o Pico Ferraria (1.754 m) e Taipabuçú (1.732 m) era desejo tanto meu quanto do Pedro, então, pretendíamos ir juntos e a idéia era ir com o Julio, que ficou ocupado com trabalho.

Colunistas
Recomeçando no Caparaó
Por

Voltar ao Brasil depois de conhecer mais montanhas nos Andes não é fácil. Precisava fazer isso de uma maneira diferente, indo a um lugar novo, ares novos, montanhas novas! Por isso decidi ir conhecer o Parque Nacional da Serra do Caparaó, criado em 1961. O motivo pelo qual nunca havia visitado o parque antes é simples, a distância e a mundana vida corrida de São Paulo.

1 5 6 7 8 9 10