Copa do Mundo de Escalada pós pandemia termina com Ondra e Rogora no pódio

0

A primeira competição da Copa do Mundo de Escalada pós epidemia ocorreu quase 6 meses após a última competição de escalada organizada pela Federação Internacional de Escalada Esportiva, o Pan Americano em Los Angeles. Ela foi realizada nessa última sexta-feira e sábado, 21 e 22/08, em Briançon, na França. As primeiras colocações ficaram com o experiente escalador tcheco, Adam Ondra, e a jovem destaque da escalada, Laura Rogora, que conquistou a sua primeira medalha em uma Copa do Mundo.

Adam Ondra comemorando no final da escalada.

A competição também teve Domen Škofic na segunda colocação e Jakob Schubert em terceiro lugar na categoria masculina. Já na categoria feminina e Janja Garnbret finalizou em segundo, e Fanny Gibert garantiu o terceiro lugar. Assim, ela dedicou sua medalha a sua companheira de equipe, Luce Douady que faleceu em junho durante uma escalada na França, em uma homenagem emocionante.

Apesar da pouca idade a italiana Laura Rogora tem se destacado na escalada esportiva mundial.

Ao final da prova Luce também foi homenageada pelo presidente da IFSC Marco Scolaris. E sua família doou um cheque de 7500 euros para a instituição de caridade Climbers Against Cancer.

O evento foi encerrado com a leitura de algumas palavras de Luce realizada pelo seu pai sobre como ela se sentia durante as competições de escalada. “Eu me imagino costurando a ancoragem e há uma grande liberação, sinto uma alegria que não consigo esconder; uma alegria que é tão pura, tão verdadeira, tão forte dentro de mim, que tem que se espalhar”, disse ele . “Espalho-o por toda a parte: a cada rosto, a cada pessoa que encontro, transmito o meu amor à vida e a minha alegria”, concluiu.

A competição

A prova seguiu diretrizes especificas para higiene, distanciamento social e uso de equipamentos de proteção individual. Todos utilizaram máscara para proteção. Entre os escaladores, além da cadeirinha e sapatilhas também foi obrigatório o uso da máscara. Eles só foram autorizados a retirar o equipamento durante a escalada. Ao todo, 17 atletas participaram da etapa, mas realizaram apenas as competições da modalidade dedificuldade.

A maioria dos atletas que participaram são de origem europeia. Todavia a competição não valerá pontuação no ranking devido às restrições de viagem de alguns atletas.

Entretanto, as demais competições que deveriam acontecer em 2020 permanecem adiadas.

Veja os melhores momentos da final:

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário