Os vencedores do Mosquetão de Ouro 2022

1

Mosquetão de Ouro é a maior premiação do montanhismo brasileiro. Realizada durante a Festa de Abertura de Temporada do Rio de Janeiro a premiação está em sua sexta edição após dois anos parado por conta da pandemia.

São 7 categorias que concorrem ao prêmio. Esta seleção passa pelo crivo de uma votação popular, comissão julgadora e enfim da CBME, que é a entidade que administra a escalada e o montanhismo no Brasil. Confira os vencedores de 2022:

Categoria Montanhismo:

Adriano Cruel Safiano, Juliano P. Santos e Natan Fabricio Loureiro de Lima – PR
Trio de escaladores e montanhistas realizou uma travessia inusitada pela Serra do Mar paranaense. Nela eles escalaram a parede do Ibitirati, cume secundário do Pico Paraná, pela via Mar de Caratuvas. Após chegar ao cume, fizeram uma travessia até a base do Morro do Tucum, outra grande montanha da Serra do Mar paranaense e escalou outra parede pela via 10 anos Depois, inaugurando o conceito de “travessia mista“, onde se realiza escaladas em rocha com caminhadas longas.

Natan, Juliano é Adriano na via Mar de Caratuvas.

Categoria Altas Montanhas:

Maria Tereza Ulbrich – PR
Não é de hoje que Maria Tereza Ulbrich vem se destacado em alta montanha. A paranaense venceu a premiação de 2022 devido uma sucessão de escaladas em 2021 em que se destaca a ascensão dos vulcões Illiniza Norte, Cotopaxi, Chimborazo, Cayambe no Equador. Acotango, Huayna Potosi, Sajama e Chachacomani na Bolívia e o Himlung Himal, montanha de 7 mil metros localizada no Nepal.

Maria Tereza Ulbrich no Himlung.

Categoria Escalada:

Gustavo Diniz, Lívia Cardoso, Naoki Arima – ES
Trio realizou a repetição da via Chaminé Brasília (5o, VI, A1, E4, D5, 450m) na Pedra da Agulha, Pancas – ES, uma difícil e antiga via de escalada de grande dificuldade física e técnica, além da estética. Lívia foi a primeira mulher a escalar a via.

A Chaminé Brasília. Fonte Naoki Arima.

Categoria Escalada Esportiva

Amanda Criscuoli Tavares – RS
Gaúcha de apenas 15 anos encadenou a via “Coquetel de Força” graduada em 9b brasileiro. Foi também a primeira ascensão feminina desta via. Foi a segunda vez que Amanda levou o premio nesta categoria. Em 2017, com 10 anos de idade, ele venceu o premio pela escalada da via celulite abdominal de 8a.

Amanda Criscuoli

Categoria Montanhismo e Sociedade

Júlio Cesar Fiori e Henrique Vitamina Schmidlin – PR
Dupla de veteranos no montanhismo se empenhou em 2021 para escrever o livro Puro Montanhismo onde relata a conquista de diversas montanhas da Serra do Mar paranaense. Puro Montanhismo resgata a história das primeiras ascensões às emblemáticas montanhas da Serra do Mar. Foi o segundo Mosquetão de Ouro de Vitamina, que já havia ganho na categoria Vida na Montanha.

Júlio Fiori e Vitamina

Categoria Montanhismo e Ação Local

GRM – Grupo de Resgate em Montanha de Joinville – SC
Grupo de montanhistas voluntários que trabalham na Serra do Mar catarinense evitando acidentes, realizando buscas e resgates.

Categoria Vida na Montanha

Júlio Spanner – RJ
O famoso “Véio da Toca” possui mais de 65 anos de montanhismo e, com 72 anos de idade, continua em plena atividade na escalada e no montanhismo. É conquistador de diversas vias na região de Itatiaia, montanhista assíduo, sócio benemérito do Grupo Excursionista Agulhas Negras (GEAN) e você sempre o encontra escalando na região do Parque Nacional do Itatiaia.

Julio Spanner abrindo mais uma via no Parque Nacional do Itatiaia.

Compartilhar

Sobre o autor

Texto publicado pela própria redação do Portal.

1 comentário

  1. oswaldo Toyofuku em

    Meus parabéns para incrivel Maria Tereza Ulbrich, penso, até outro dia dava suporte na base para seus clientes.

    Também os meus parabéns para escaladores premiados do RS, PR, SC, RJ e ES…

Deixe seu comentário