Resultados da busca: Parque Nacional da Serra dos Órgãos (83)

Colunistas
Quanto Vale um Parque?
Por

O Brasil dispõe hoje de 71 parques nacionais – apesar de percorrê-los há décadas, nem conheço metade deles. O primeiro foi criado em 1937 em Itatiaia e o último (até o momento deste artigo), na discutida Serra do Gandarela mineira em 2014. Durante os vinte anos iniciais, o Brasil quase não dispunha de parques, apenas aqueles três iniciais da mesma época: Itatiaia, Órgãos e Iguaçu.

Colunistas
Parque Nacional de Itatiaia
Por

Volto a falar de uma região que para mim é única: o Parque Nacional de Itatiaia, o primeiro criado em nosso país. Escrevo agora brevemente sobre sua geologia, sua fundação e sua natureza. Desde muito tempo visito este espaço esplêndido e emocionante, hoje menos do que antes, mas sempre com o mesmo assombro inicial. Não importa se para você são os Órgãos, o Espinhaço ou o Marumbi, o Caparaó ou as Chapadas, nunca perca a capacidade de se maravilhar com esses milagres da natureza.

Notícias
Aproveite o inverno para fazer trilhas nos parques nacionais
Por

É verdade que o Brasil não é um país de altas montanhas – nossa maior elevação, o Pico da Neblina, chega quase a 3 000 metros contra os 6 000 metros de altitude média da Cordilheira dos Andes. Mas não podemos reclamar da quantidade de trekkings à disposição em nossos parques nacionais. Tem caminhada para todos os gostos e condicionamento físico. Desde uma trilha rápida e plana em torno do Cânion do Itaimbezinho (RS) até uma travessia de três dias pelos picos da Serra dos Órgãos (RJ). Caminhadas perfeitas para se fazer no inverno, época em que chove pouco e as rochas ficam mais secas. É só amaciar a bota, encher o cantil e, em alguns casos, preparar a mochila cargueira.

Artigos
Alberto Ortenblad: Forte conexão com a cultura e a natureza, decepcionado com a humanidade
Por

Colunista permanente do “Mountain Voices” – “Informe Brasileiro de Montanhismo e Escalada”, publicado bimestralmente pelo Eliseu Frechou – este discreto e reservado ex-executivo paulista é nada menos que uma das pessoas que, comedidamente, mais pratica e promove o montanhismo tupiniquim. Aos 70 anos, Alberto Ortemblad não perde a veia critica lapidada ao longo de anos dedicados ao esporte, ao mesmo tempo em que ainda mantêm a chama que incentiva o leitor a palmilhar novas veredas de fácil acesso. Sua série de artigos publicados desde 1990, oportunamente chamado de “Belas Pedras”, são importante referência na já escassa bibliografia da atividade “outdoor”, ao lado de outro contemporâneo mais ilustre, Sergio Beck.

1 2 3 4 9